O TEMPO, A VIDA E O VÍRUS

Na história que a vida conta
O tempo é quem conta a história
Carregando na memória
Das angústias, seus relatos
Descrevendo cada fato
Demarcando seus momentos
Pois na vida de tempo em tempo
As provações aparecem
E até os que não merecem
Pagam com seu sofrimento

O ser humano envaidecido
Sem compreender a existência
Movido pela aparência
Se acha Senhor da vida
Em uma louca corrida
Não para nunca um só dia
E nesta intensa correria
Por mais riqueza e poder
Perde o gosto de viver
E a vida perde a alegria

É por isso que a natureza
No seu tempo da o sinal
E numa reação natural
Transforma o bem em mal
Ativando seu arsenal
Em surpreendente reação
E este mundo em mutação
Com vírus e bactérias
Traz a doença e a miséria
E dizima a população

Nesta hora é que as pessoas
Se igualam em importância
E expõe a insignificância
Ante uma força poderosa
Onde a doença perigosa
Ataca o plebeu e o nobre
Atinge o rico e o pobre
E todos pedem por saúde
Suplicam que Deus ajude
De nada adiantam seus cobres

É momento em que a vida
Pede uma reflexão
E o sentido da razão
Para todos pede calma
Escutem o fundo da alma
Para entender a mensagem
O mundo é um trem d passagem
Nós somos só o passageiro
E a vida é mais que o dinheiro
Para seguir nesta viagem

Por isso é preciso entender
Que o efeito da epidemia
Já acabou com a correria
E fez o mundo parar
Fez poderosos, ajoelhar
E o povo entrou em vigília
Para se livrar da armadilha
E tudo voltar ao normal
Só com isolamento social
No convívio da família

Só assim venceremos o vírus
E a pandemia do corona
Com o mundo de carona
Na ciência e na medicina
Vamos atrás da vacina
Equipando cada hospital
Tomando cuidado, afinal
O tempo tem seu momento
E o tempo, somente o tempo
Pode dar fim a este mal

Autor: Pompeo de Mattos
Deputado Federal