MINHA HISTÓRIA

I
Peço licença Senhoras
Permisso eu peço Patrão
Para abrir meu coração
E descrever minha história
Que carrego na memória
Herança de meus ancestrais
Avós dos pais dos meus pais
Meus exemplos de família
Que me ensinaram as maravilhas
Que não esqueço jamais

II
Eu sou filho desta terra
Mas herdeira de outro pago
E é lá de longe que eu trago
A Saga da minha gente
E junto trouxe a semente
Da flor da mais pura essência
Pra despertar a consciência
De uma nova geração
Pois sou filho da tradição
E guardiã desta querência

III
Os meus avós são gaúchos
E os meus pais são do Rio Grande
Lá onde a pampa se expande
Já bem no sul do país
Vem de lá minha raiz
Com jeito de missioneira
De Santo Augusto, da Palmeira
Daquele rincão sagrado
Este é o meu antepassado
E da tradição sou herdeiro

IV
O tempo marcou no tempo
Os anos que já passou
E a minha gente se mudou
Vindo para o Mato Grosso
De lenço atado no pescoço
Foi encurtando lonjuras
Entrelaçando culturas
Aqui cravou seu galpão
E fez também a plantação
De uma nova agricultura

V
Os anos foram passando
E com ele veio a saudade
E a gauchada lá do campo, da cidade
Já desfraldaram a bandeira
E o CTG Paixão Sem Fronteira
Já nasceu robusto e forte
E logo aumentou seu porte
Com invernada, danças e poesias
Gaita, trovas e cantorias
Unindo o Sul com o Norte

VI
Esta é minha história
Que Santa Carmem já conhece
Por isso eu faço minha prece
Ao patrão velho todo dia
Também à virgem Maria
Eu rezo minha oração
Pela mais pura gratidão
Agradeço, Santinha a você
Por ser prenda do CTG
E honrar nossa tradição

POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal
PDT/RS