HOMENAGEM À TRAMANDAÍ

I
O Rio Grande se fez grande
delimitando fronteira
entre o mar e a cordilheira
redesenhou a geografia
e as léguas de sesmarias
Do Uruguai ao Litoral
são versos de um recital
de encanto e de beleza
onde a mãe natureza
jamais fará outro igual

II
Peço licença p’ra pampa
que então não leve a mal
vou cantar o litoral
do Mampituba ao Chuí
destacando Tramandaí
praias lindas sem igual
hoje é a nossa capital
onde o gaúcho praiano
recebe, brasileiros e castelhanos
da pampa meridional

III
Esta terra hospitaleira
foi de início uma paragem
era um ponto de passagem
do viajante carreteiro
onde os birivas missioneiro
cruzavam com suas tropilhas
onde os lanchões farroupilha
atravessaram o seival
numa façanha sem igual
nos dez anos da guerrilha

IV
Tuas histórias e lendas
são pura realidade
onde o pescador de verdade
pesca o bagre e a tainha
e até sem isca a sardinha
vinda direta da fonte
o pescado tem aos monte
linguado, papa-terra, cação
pescado com linha de mão
jogada de cima da ponte

V
As águas de tua lagoa
é um verdadeiro manancial
e um viveiro natural
que outro, igual nunca vi
liga o Rio Tramandai
com o mar e as águas serenas
por onde vem a piracema
de peixe feito cardume
que até chega botar ciúme
ao canto da siriema

VI
Tramandaí de outrora
só de encanto e natureza
tem hoje além da beleza
uma deferência especial
é sede de um terminal
do mais importante oleoduto
por onde vem o produto
que gera grande riqueza
que garante o pão na mesa
com o refino do óleo bruto

VII
Tramandaí  dos turistas
do viageiro, do visitante
és tu a mais importante
cidade do litoral
referência cultural
entre o rio e a lagoa
és a generosa terra boa
que abriga os feitos e a história
do General Osório cuja glória
na pampa toda ainda ecoa

VIII
Retrata os feitos de tua gente
a cavalgada do mar
que consegue interligar
Dunas altas, Quintão e Pinhal
Cidreira, Imbé, Arroio do Sal
Torres, Capão da Canoa, Xangri-lá
cujo feito igual não há
em nenhum lugar do mundo
que demonstre o amor profundo
no gosto de cavalgar

IX
Por isso te homenageio
à ti e ao povo nativo
e aqueles que sem aviso
aqui vem na temporada
levando a pele bronzeada
por ter lindo sol de verão
guardando a recordação
de cada hora vivida
p’ra mim tu és a preferida
durante as quatro estações

POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal
PDT/RS