HOMENAGEM A VOLMIR MARTINS

I
Ouvi no rádio a notícia
Que morreu Volmir Martins
E fiquei dizendo pra mim
Não creio no acontecido
Como pode ter morrido
Este grande trovador
Se ainda ouço o payador
Fazendo verso pra nós
E cantando em alta vóz
“ATACA AS ÉGUAS SALVADOR”

II
Amigo Volmir Martins
É pra ti minha homenagem
Homem de fibra e coragem
Poeta do verso repente
Germinando qual semente
Plantada na terra nova
Tu fez rima deu a prova
De qualidade e talento
E a lucidez de pensamento
Te fez o campeão na trova

III
Mas já que te fostes Volmir
Aí no céu te apresente
Faça uns verso de repente
Pro Zé Mendes e o Teixeirinha
Chama o “Gildo” e o formiguinha
Para uns versos e aporfia
Abre a gaita “Tio Bilia”
Num mi maior de gavetão
O cenair maicá no violão
Junto o Noel Guarani
Todos cantando pra ti
Então pra Deus tire o chapéu
Cante o “Rodeio no céu”
Só pro anjo te aplaudi

POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal
PDT/RS