HOMENAGEM À RÁDIO GUAÍBA

I
Esta homenagem que presto
É um testemunho da história
Que hoje está na memória
Nas gravações, nos anais
E não esqueço jamais
De tudo que foi contado
Pelas ondas irradiado
Na voz da legalidade
Ganhando credibilidade
No tom de um bom locutor
Dando à notícia o valor
De quem transmite a verdade

II
Guaíba do meu povão
Dos milhões de guaibeiro
Chegando sempre primeiro
Onde o fato acontece
Todo mundo reconhece
Que tu foste a pioneira
Narrando a nação inteira
O campeonato mundial
E não há um feito igual
Nem outro tetra-campeão
Tu és como a seleção
No mundo não tem rival

III
Eu entendo teu sucesso
E isso tem explicação
É que em cada transmissão
Tem nela um profissional
Repórter internacional
Como é Flávio Alcaraz
Um mensageiro da paz
Mesmo narrando mil guerra
Guaíba que nunca erra
Tu simboliza o Rio Grande
E em qualquer lugar que eu ande
Escuto a voz da minha terra

IV
Por isso que me emociono
Ao lembrar teus narradores
Repórteres e locutores
Como foi Pedro Carneiro
Galvane, Mendes Ribeiro
O Rui, o Amir, o Nabor
Dando importância e valor
Ao fato que está irradiando
O Mazeron, o Armando
O Belmonte, o Rech, o Edegar
O Haroldo e o Oreste a narrar
P’ro povão que está escutando

V
O Milton Ferretiti Jungues
Com sua voz imponente
Anuncia “aqui fala o correspondente”
Noticiando   p’ra nação
Enquanto o Belque de plantão
Chama o Dalpisol e o Benfica
Que o Gustavo Motta reivindica
Espaço, para um furo de reportagem
E o Ataídes  Miranda traduz a imagem
Da Assembléia, do Palácio, dos bastidores
E a Lisemara  fala com os agricultores
Sobre a quebra da colheita pela estiagem

VI
Eis então meus parabéns
Pelo teu aniversário
E a mudança no cenário
Que prenuncia o futuro
Garante um lugar seguro
Numa disputa global
O novo estúdio Cristal
Simboliza a diferença
Onde se diz o que pensa
Num amplo “Espaço Aberto”
Rádio Guaíba estou certo
Tu já tens a preferência
Por isso és campeã de audiência
E as outras nem chegam perto

POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal
PDT/RS