HOMENAGEM A MULHER

I
Das obras do Criador
Moldadas lá nas alturas
Diz a Sagrada Escritura
Que o Senhor de próprio punho
Depois de muitos rascunhos
Desenhou com a mão Divina
A mais perfeita obra-prima
De uma rara formosura
E esta bela criatura
Ele mandou lá de cima

II
O seu nome todos sabem
É Maria, é Marlene, É Madalena
É Joana, é Judite, é Jurema
São Márcias, Marianas, Margaretes
São Patrícias, Lucianas, Elisabetes
É Ana, É Margarida, é Ester
Ela é quem tu quiser
É rosa, a mais linda flor
É a mãe do mais puro amor
Ou simplesmente mulher

III
E nesta saga divina
O Senhor em sua Graça
Só pras mulheres deu de graça
Muito mais do que aparência
Além da beleza, deu inteligência
Deu carinho e deu bondade
Deu um pouco de vaidade
E junto um sexto sentido
Pra não depender de marido
E ter direito a igualdade

IV
E em mais um ato supremo
A mulher foi escolhida
Com o poder de dar a vida
E o dom da procriação
A mais sublime missão
Que lhes confiou o Senhor
Gravidez, gestação, parto, dor
Que ao ver o filho nascer
Vira alegria e prazer
Num ato de puro amor

V
E hoje elas são mães
Esposas, tias, irmãs, avós
Que tem opinião e voz
Na família, no trabalho, no lar
Não importa o lugar
Elas com jeito e carinho
Tomaram conta do ninho
E das mais nobres profissões
Quebrando tabus, restrições
No mundo abrem caminho

VI
E assim é que a mulher
Que um dia era só parteira
Hoje é padrão de enfermeira
Médica, doutora, ginecologista
Cirurgiã, oftalmo, oncologista
Cuida do rim, do pulmão
E por serem hábeis com as mãos
São destacadas dentistas
E as melhores cardiologistas
Pois entendem do coração

VII
Elas estão em toda a parte
Derrubando preconceitos
São operadoras do direito
Procuradoras, advogadas, promotoras
Delegadas, juízas, desembargadoras
Investigando, defendendo, acusando
Dando sentença, julgando
Vão distribuindo justiça
Pois sabem de cor a missa
E os espaços vão conquistando

VIII
E assim elas tomaram conta
Largaram o tanque, a vassoura
Para serem professoras
E pelo povo já estão eleitas
Vereadoras, deputadas, prefeitas
Conselheiras, ministras, senadoras
Empresárias, executivas, diretoras
É a mulher puxando a frente
Já elegeram uma Presidente
E várias governadoras

IX
Por isso eu Canto o meu canto
Pra mulher que é agricultora
Mulher que é mãe, professora
Mulher gaúcha e brasileira
Mulher que é companheira
Que são mães e que são pais
Que não abandonam jamais
O seu filho ou a sua filha
Que são chefes de família
Sem manchetes nos jornais

X
As mulheres com sua audácia
Estão em todas as profissões
Na boleia dos caminhões
São cuidadosas motoristas
Nas cidades são taxistas
Estão em todos os lugares
Dominando terra, mar e ares
Pois sem deixar de lado o fogão
Já pilotam até avião
E conhecem os sete mares

XI
Eis minha homenagem à mulher
Não tão só por ser mulher
Mas por meter a colher
E fazer a diferença
E eu acredito é minha crença
Que hoje a mulher está pronta
E do mundo vai tomar conta
É o que todos estão falando
É também o que estou pensando
Pois eu também penso assim
E juro que estou afim
De me entregar pra uma delas
Que sendo inteligente e bela
Pode até mandar em mim.

POMPEO DE MATTOS
Deputado Federal
PDT/RS