DST

Mensagens sobre DSTs e drogas pode ser obrigatório em livros pedagógicos


Atualizado Segunda-feira, 8 de Julho de 2019 às 19:51- por Israel P. Siqueira

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 255/15, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), que torna obrigatória a veiculação de mensagens educativas destinadas à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e sobre o uso de drogas nos livros e materiais distribuídos pelo Ministério da Educação.

Pela proposta, as mensagens educativas deverão constar na contracapa dos livros e cadernos. Segundo o autor do projeto, o governo tem tido, nos últimos anos, a preocupação de promover campanhas publicitárias no sentido de alertar sobre o contágio de doenças sexualmente transmissíveis e sobre o uso de drogas. “No entanto os índices de crescimento de contagiados e de consumidores de drogas são assustadores, mostrando que não tem sido eficaz o alerta”, afirma. Para Mattos, “a escola é espaço privilegiado para o pleno exercício da cidadania”.
De caráter conclusivo, a proposta será analisada pelas comissões de Educação, de Seguridade Social e Família, e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: PDT na Câmara.

Compartilhe: |