CNH

Pompeo critica parte do projeto da CNH proposto pelo governo federal


Atualizado Sábado, 29 de Junho de 2019 às 00:48- por Israel P. Siqueira

Durante sessão da CCJC na Câmara dos Deputados, Pompeo de Mattos falou sobre o projeto de lei do governo federal que propõe alteração nas regras da Carteira Nacional de Habilitação e vem dividindo opiniões.

Segundo Pompeo o governo federal acerta em aumentar de 5 para 10 anos o tempo de validade da CNH, além do acréscimo de pontos para perder o documento, porém entende que o limite pode ser um pouco menor do que o máximo de 40 pontos, proposto pelo governo Jair Bolsonaro.

Nas discussões da matéria no Congresso Nacional, pode ser proposto, por exemplo, 30 pontos, salienta Pompeo. No momento, quem atinge 20 pontos, em razão de infrações no trânsito, perde a CNH.

Pompeo de Mattos também critica o quesito do projeto que retira a obrigatoriedade da cadeirinha para transporte de crianças em veículos.

O parlamentar reverberou, ainda, não ser favorável à retirada de lombadas eletrônicas de rodovias ou estradas municipais, pois além ser bastante visível para motoristas, o equipamento ajuda na redução de velocidade. Porém, concorda com a redução do número de pardais em estradas. Confira o vídeo:

Compartilhe: |